A Homine Informática, possui uma variedade de soluções para o gerenciamento de NF-e para sua empresa, simplificando o processo de emissão de Notas Fiscais Eletrônicas. É um produto modular e totalmente integrável e econômico para o ERP de sua empresa. A solução está desenvolvida em plena adesão ao projeto da Secretária da Fazenda (SEFAZ) a nível nacional.

A Homine Informática é associada à GS1 Brasil e faz parte do grupo de Players de Tecnologia de NF-e no Brasil, um grupo dedicado a discussão e evolução do projeto SPED e que se reúne periodicamente com a equipe técnica do ENCAT.
 
O Brasil possui 5.570 municípios onde cada prefeitura tem adotado diferentes formas de aferir e cobrar o ISS – Imposto Sobre Serviços. A Homine Informática já atende, através de sua solução de Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) alguns municípios onde já se é obrigado a emitir as Notas Fiscais de Serviços de forma Eletrônica.

Os municípios que a solução Signature já atende com plena satisfação são: São Paulo, Belo Horizonte, Barueri e Joinville. Consulte a Homine Informática para saber como implantar a solução de Nota Fiscal Eletrônica de Serviços (NFSe) em sua empresa.
 
O projeto de Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e) está baseado no modelo tecnológico e funcional do projeto de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e), o qual foi implementado para possibilitar o uso de documentos fiscais eletrônicos em substituição aos demais documentos fiscais existentes no país. Conhecimento de Transporte Eletrônico é um documento de existência apenas digital, emitido e armazenado eletronicamente, com o intuito de documentar, para fins fiscais, uma prestação de serviço de transporte de cargas realizada por qualquer modal. Sua validade jurídica é garantida pela assinatura digital (garantia de autoria e de integridade) e pela recepção e autorização de uso, pelo Fisco. A solução está desenvolvida em plena adesão ao projeto da Secretária da Fazenda (SEFAZ) para empresas de transporte e logística que se englobam dentro dos segmentos: Rodoviário, Aquaviário, Aéreo, Ferroviário, Dutoviário
 
Esse documento eletrônico não é uma obrigação fiscal imposta pelo nosso Governo Federal, mas nossa equipe de Consultores tem toda a expertise para desenvolver junto à sua equipe um projeto que permita atender a emissão de boletos eletrônicos para pagamento com código de barras ou com a linha digitável. A HOMINE tem todo o expertise para ajudar-lhe a construir esse tipo de documento eletrônico!
 
 
Permite que o destinatário da NF-e possa se manifestar sobre a sua participação comercial descrita na NF-e (Destinatário), confirmando as informações prestadas pelo seu fornecedor e emissor do respectivo documento fiscal (NF-e). A manifestação do destinatário permite que o destinatário da NF-e negue ou confirme a sua participação na operação acobertada pela nota fiscal eletrônica emitida para o seu CNPJ e se manifeste sobre as informações prestadas neste documento fiscal. A manifestação do destinatário pode ocorrer em quatro eventos:

  • Ciência da Emissão
  • Confirmação da Operação
  • Desconhecimento da operação
  • Operação não realizada
  •  
    O Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais (MDF-e) é o documento emitido e armazenado eletronicamente, de existência apenas digital, para vincular os documentos fiscais transportados na unidade de carga utilizada no transporte. Deve ser emitido pelas transportadoras, nas entregas com mais de um Conhecimento de Transporte, pelas empresas que transportam carga em veículos próprios, arrendados, ou através de transportador subcontratado, nas entregas com mais de uma nota fiscal. A finalidade do MDF­‐e é agilizar o registro das cargas de documentos fiscais e identificar unidade federativa de carga utilizada e demais características o transporte. A Homine Informática, atende totalmente aos requisitos da SEFAZ, um produto desenvolvido sob o conceito de flexibilidade, robustez e compatibilidade.
     
    Este projeto visa ser uma alternativa totalmente eletrônica para os atuais documentos fiscais em papel utilizados no varejo (cupom fiscal emitido por ECF e nota fiscal modelo 2 venda para consumidor), reduzindo custos de obrigações acessórias aos contribuintes, ao mesmo tempo que possibilita o aprimoramento do controle fiscal pelas Administrações Tributárias. Com a NFC-e, também o consumidor é beneficiado, ao possibilitar a conferência da validade e autenticidade do documento fiscal recebido. O Projeto NFC­‐e propõe o estabelecimento de um padrão nacional de documento fiscal eletrênico, baseado nos padrões técnicos de sucesso da Nota Fiscal Eletrônica modelo 55, todavia adequado às particularidades do varejo. A adoção da NFC­‐e ficará a critério de cada Unidade Federada, podendo conviver com outros mecanismos de controle fiscal atualmente existentes, como Emissor de Cupom Fiscal a CF e SAT Fiscal. Dos estados participantes do projeto piloto, dois já possuem calendário de obrigatoriedade definido: Amazonas e Mato Grosso. Os demais estados participantes são Acre, Maranhão, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte e Sergipe.
     

    Quer saber mais? Chame-nos (11) 3383 4000